DMAISB – Construções Inteligentes

Blog

Fissura, trinca e rachadura são problemas estruturais? Quais as diferenças?

A atenção e manutenção ao imóvel devem ser constantes a fim de se evitar situações que podem gerar gastos maiores e dor de cabeça. Principalmente no contexto corporativo, em que tudo deve permanecer funcional e seguro. Fissuras, trincas e rachaduras são sinais que precisam ser observados e solucionados o quanto antes, embora não representem, num primeiro momento, problemas estruturais.

Mas, fique sempre atento. Complicações mais sérias podem se esconder por trás de uma simples irregularidade na parede. É importante notar a direção da abertura para ter uma ideia.

Em geral, fissuras, trincas e rachaduras horizontais e verticais são provenientes de dilatação térmica, infiltração ou sobrecargas, e não costumam representar danos na estrutura.

As mais preocupantes são as aberturas com ângulo de 45°, as quais tendem a decorrer em virtude de recalque da fundação.

Como citamos, há 3 aspectos que precisam ser verificados. Mas quais as diferenças entre eles? Entenda a seguir…

Fissura

Problemas estruturais

Suas características são:

  • Estágio inicial da patologia;
  • É alongada e superficial;
  • Atinge revestimentos e pinturas (e não a alvenaria);
  • Aberturas de até 1 mm.

Trinca

Suas características são:

  • É o segundo estágio da patologia;
  • Não abre frestas nas paredes, mas pode atingir a parte estrutural;
  • Aberturas entre 1 e 3 mm.

Rachadura

Suas características são:

  • Estado grave;
  • Possui maiores proporções e profundidade;
  • Pode abrir pequenas frestas na alvenaria, deixando entrar luz e água;
  • Aberturas acima de 3 mm.

Evite problemas estruturais!

É importante destacar que as dimensões das aberturas não são o único parâmetro que define a gravidade da patologia. Pode ser, por exemplo, que uma pequena fissura seja mais perigosa que uma brecha de proporções consideráveis. Portanto, nunca deixe de agir rápido e tomar as soluções necessárias.

Quer evitar essas complicações em seu imóvel? Então, construa com qualidade e faça sempre a manutenção preventiva da edificação.

Entre em contato com a DMAISB e saiba como podemos te ajudar!

Referências: Entenda Antes, Gazeta do Povo.

Compartilhe este post



Comentários (0)

Deixe o seu comentário!