DMAISB – Construções Inteligentes

Blog

4 perigos da infiltração no imóvel

Apesar de ser um problema comum que afeta milhares de imóveis, existem perigos da infiltração que podem modificar a estrutura do prédio e trazer problemas à saúde dos ocupantes.

A boa notícia é que, praticamente, todos os casos têm solução. Fique por dentro!

Tratar as causas é importante para evitar novos episódios

As infiltrações costumam voltar pois, quando ocorrem, são tomadas sobre elas ações temporárias, que não solucionam a raíz do problema. Portanto, atenção se você observou algum desses sinais em seu imóvel:

  • Defeito na impermeabilização da parede ou a completa falta de medidas para a não infiltração;
  • Ação do tempo sobre a estrutura;
  • Chuvas intensas que podem comprometer o imóvel;
  • Lajes com infiltração;
  • Encanamento com vazamentos, canos furados ou rachados.

Resolver o quanto antes, sem esperar que o pior aconteça, é a melhor maneira de solucionar e prevenir o problema no futuro.

Os perigos da infiltração

A seguir você conhecerá alguns dos perigos da infiltração para ficar ainda mais atento.

  1. Danos estruturais

Até a infiltração ser perceptível, é possível que a água acumulada dentro dos espaços já tenha causado estragos à estrutura do imóvel.

Os principais deles são:

  • Corrosão da armadura: Deixa exposta toda a estrutura de ferro que sustenta o imóvel.
  • Carbonatação: Popularmente conhecida como “corrosão”, ela acontece quando existe penetração de ar nos poros do concreto. Com o ambiente úmido pela existência de água, ocorre uma reação química, que libera CO2 e forma os carbonatos, que corroem as estruturas.
  1. Doenças respiratórias

Em casos de infiltração o imóvel fica mal ventilado e úmido, o que torna o ambiente perfeito para a proliferação de fungos. Isso pode provocar doenças respiratórias e alérgicas, como rinite, sinusite e asma. Além disso, micoses e doenças no aparelho digestivo também pode aparecer.

  1. Comprometimento estético

Além dos riscos estruturais, o visual do imóvel também fica comprometido. Em poucos dias de infiltração, a tinta das paredes já começa a formar bolhas e descascar. Caso o processo evolua sem intervenções, com o passar do tempo o reboco também apodrece.

Com isso, as paredes vão perdendo todo o seu acabamento e ficando com uma aparência inacabada. Em casos mais graves, a alvenaria também apodrece, deixando os tijolos frágeis, quebradiços e expostos.

  1. Risco de desmoronamento

O desmoronamento é um risco que une todos os anteriores. Alguns sinais que o precedem são: paredes úmidas e frágeis, estruturas expostas e os próprios fungos.

Quando acontece o desmoronamento é porque a situação interna da estrutura já estava no limite da depredação. Por isso é fundamental se atentar aos primeiros indícios.

Como se proteger dos riscos da infiltração

A melhor e mais eficiente forma de se proteger é a prevenção. Ao notar algum quadro de infiltração, procure imediatamente um profissional adequado para encontrar e tratar a fonte do problema, que pode vir de uma simples goteira ou de um vazamento no vizinho, até de um mal planejamento da estrutura do imóvel.

Entre em contato com a DMAISB e saiba como podemos ajudar!

Compartilhe este post



Comentários (0)

Deixe o seu comentário!