DMAISB – Construções Inteligentes

Blog

Pisos para clínicas: Quais as opções certas?

Ao construir ou reformar a sua clínica ou consultório, você precisa se atentar a todas as especificações sobre os materiais usados. Entre eles, os pisos para clínicas devem seguir a regulamentação da Anvisa.

Mas quais as melhores opções? Confira a seguir dicas que irão te ajudar a fazer uma boa compra!

pisos para clinicas

Parâmetros dos pisos para clínicas

Na Arquitetura Clínica é fundamental impedir a contaminação de médicos e pacientes e para isso existem regulamentações a serem seguidas. Os pisos para clínicas, por exemplo, estão na lista de materiais de acabamento que passam por rigorosa especificação.

Veja aqui o que considerar na hora de escolher:

1. Aparência

Para deixar o ambiente mais agradável e aconchegante, você pode investir em materiais com aspectos nobres, como pisos vinílicos que imitam madeira. Em geral, tonalidades mais claras são bem-vindas.

2. Fácil limpeza e higienização

Os pisos para clínicas não podem propagar fungos e bactérias e, para garantir a higienização certa e fácil, aposte em materiais antialérgicos.

3. Atente-se à acústica

O mercado oferece ótimos isolantes acústicos, que diminuem o nível de ruído entre os ambientes.

4. Resistência à água

Invista em pisos impermeáveis para facilitar a lavagem em determinados ambientes de maneira prática e segura.

5. Instalação

Escolha pisos para clínicas que oferecem fácil aplicação, sem precisar isolar o local por inteiro.

Lista dos principais tipos de pisos para clínicas

Para fazer a escolha certa dos pisos para clínicas, você pode optar por:

  • Piso vinílico: Possui diversos padrões, oferece fácil instalação e evita contaminações. Para salas de cirurgia ou outras, o piso vinílico na versão condutiva é ideal, pois contém malha de cobre que protege pacientes e médicos contra choques elétricos.
  • Piso epóxi: Sem juntas e autonivelante, é indicado para setores com atendimento a pacientes imunodeprimidos, principalmente.
  • Porcelanato ou cerâmica: Ideal para áreas molhadas e você pode escolher pisos com menor índice de absorção de água. Para evitar a proliferação de micro-organismos, use rejunte epóxi.
  • Granito: Excelente revestimento, mas considere usá-lo em áreas nobres, evitando áreas de atenção ao paciente, já que não oferece troca fácil.
  • Pisos monolíticos: Não possuem emendas, o que ajuda no controle de contaminações e são ideais para cozinha, almoxarifado e lavanderia.

Para saber como a DMAISB pode te ajudar, entre em contato conosco!

Referências: Super Pisos, A Sul Pisos, GrupoFortEspaço da Decoração.

Compartilhe este post



Comentários (0)

Deixe o seu comentário!