DMAISB – Construções Inteligentes

Blog

6 dicas para reduzir o consumo de energia no escritório

No atual mercado competitivo, reduzir o consumo de energia pode ser uma boa saída para diminuir os custos e, assim, obter melhores resultados. No ambiente corporativo, o consumo tende a ser mais elevado. Isso porque são diversos aparelhos funcionando, como o ar condicionado e computadores. Sem contar a iluminação que, em alguns casos, fica ligada 24 horas.

O ponto chave é entender se na sua empresa o consumo de energia tem sido eficiente e consciente. Será que algumas mudanças estruturais, combinadas com uma conscientização dos colaboradores, não poderia levar a uma economia?

Antes, vamos entender como funciona a cobrança pelo consumo de energia elétrica, em seguida, veja algumas dicas que preparamos para ajudar sua empresa a economizar.

Redução do consumo de energia na empresa

Como é cobrado o consumo de energia elétrica?

É mais simples do que parece. Primeiro, é necessário entender que a tarifa é diferente do preço cobrado pela quantidade de kWh consumidos. Tarifa é o valor que a companhia cobra pela prestação do serviço. Enquanto o preço é a composição da tarifa com os impostos. Então, o valor da conta é igual à tarifa somada aos impostos ICMS, PIS e COFINS.

O valor consumido é calculado pela soma das potências dos equipamentos utilizados (kW), multiplicado pelas horas em que ficam ligados. As concessionárias medem o consumo a cada 30 dias, em média.

Bandeiras tarifárias

Em cada região do país, mesmo que administradas pela mesma concessionária, o valor cobrado pode ser diferente. Além disso, em 2015 entrou em vigor o sistema de bandeiras. Elas são verde, amarela e vermelha, e indicam como estão as fontes de energia e, também, a cobrança.

Além disso, há também o valor da contribuição de iluminação pública, que é cobrada na conta de energia e repassada à prefeitura da cidade.

Dicas para reduzir o consumo de energia

Agora que já sabemos como a conta é composta, há alguns investimentos e mudanças de hábitos que podem ajudar consideravelmente a redução do gasto com energia elétrica. Veja só:

1. Substituição de aparelhos e equipamentos antigos

Aparelhos mais velhos são, geralmente, a principal causa do alto consumo de energia. Quanto mais a tecnologia avança, mais os eletrônicos são desenvolvidos para serem mais eficazes no consumo. Se não for possível trocá-los, avalie a possibilidade de uma manutenção corretiva.

2. Planejamento elétrico

Este ponto é muito importante. Durante a instalação dos pontos de energia elétrica, indique ao responsável pela obra onde estarão os equipamento de alta potência. Caso isso não seja feito, além de possíveis falhas no aparelho, ele pode passar a consumir energia além do normal.

3. Selo Procel

Não envolve apenas o investimento inicial. Optar por um produto com o Selo Procel de Economia de Energia é uma garantia de que haverá economia durante  a vida útil do aparelho, gerando um consumo mais sustentável.

4. Ar condicionado

É de longe o equipamento que mais consome energia dentro do escritório. Embora não dê para abrir mão do conforto gerado por ele, há de se reavaliar a necessidade de mantê-lo ligado durante todo o expediente.

Enquanto estiver ligado, mantenha as janelas e portas do ambiente fechadas e coloque-o para trabalhar no automático; assim, ao alcançar uma temperatura indicada, ele passa a consumir menos energia, trabalhando apenas para mantê-la.

5. Aparelhos em stand by e computadores ligados

Aparelhos de TV, impressoras, computadores, micro-ondas e diversos outros eletrônicos, quando mantidos em stand by, podem consumir até 20% a mais de energia caso fossem totalmente desligados. Geralmente há um LED indicando que o equipamento encontra-se nesse modo. O ideal é desligar da tomada.

6. Opte por cores claras

Em grande parte, a iluminação é responsável por mais da metade do consumo de energia. Não dá para ficar sem as lâmpadas, mas dá para pintar as paredes com cores claras. Desse modo, a luz é refletida com mais intensidade, sendo possível aproveitar tanto a iluminação natural quanto a artificial. Até mesmo a cor do mobiliário influencia.

Conscientize os colaboradores

Chegamos em um ponto que merece atenção: o time. Todas essas sugestões vão valer pouco se os colaboradores não entenderem a real necessidade de economia.

Por isso, incentive, por meio da comunicação interna, hábitos mais sustentáveis e inclua o consumo de energia elétrica como um dos principais itens. Apresentar vídeos de conscientização, realizar dinâmicas ou mesmo lançar um desafio de redução de consumo pode fazer com que os funcionários aprendam novas maneiras de economizar.

Lembre-se: quando algo precisa ser disseminado para todos, a liderança deve ser o principal exemplo!

Entre em contato com a DMAISB e saiba como nossas soluções aplicadas à obra podem ajudar a ter uma empresa mais econômica!

Referências: G1, Fluxo, Mundo Educação.

Compartilhe este post



Comentários (0)

Deixe o seu comentário!